terça-feira, 9 de novembro de 2010

Ler antes de deitar




Ando a tentar criar a rotina de lhes ler um bocadinho à noite, antes de deitar. Os livros são uma constante aqui em casa, nossos e deles. Eles estão familiarizados com o objecto em si, folheiam-nos vezes sem conta, levam para a escola para mostrar aos amigos, usam-nos como brinquedo muitas vezes (um livro deitado, com a capa aberta, é tão parecido com um computador portátil ou uma máquina registadora, não é?), mas este hábito rotineiro de ler e dar expressividade ao texto, creio que dará os seus bons frutos. O aconchego de ficarmos os 3 juntos (o mais pequenino já está a dormir, à hora da leitura), com uma manta quente a proteger-nos do frio, também.
A família e os amigos oferecem-nos com frequência e, sempre que posso, também gosto de comprar alguns cujas ilustrações ou texto me pareçam bons. A última vez que fui à FNAC, em Lisboa, comprei este tesouro. Foi lido quase ao ritmo de uma página por noite, com o claro intuito de fazê-lo render. Eles reviram-se naquela realidade simples de hortas, jardins e festas familiares, com a cadência da mudança de mês. E as ilustrações valem por mil palavras.

2 comentários:

Sara T. disse...

Doces sonhos com histórias lindas!
Vir até aqui, mesmo se agora tenho muuuuito menos tempo é sempre uma doce viagem!

A Violeta A D O R A a colcha dela :D Nem imaginas o quanto!!!
(tenho de tirar uma foto e pôr no meu blogue para promover...posso?)
Tenho saudades de te ver de estar contigo, passas em Lisboa na Natalis?

Vais ter saquinhos de alfazema para o natal, estou a precisar e uma bolinha com guizo, tens?

Bjos no coração a todos

Cristina Lopes disse...

Ai que saudades tenho de ti, Sarinha...