quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

Serra da Estrela


Fomos passar o fim de semana à Serra da Estrela, para os mais pequenos brincarem na neve. Vimos paisagens lindas, muito pouca neve (mas a suficiente para dar a viagem por bem sucedida) e vários foram os pastores e respectivos rebanhos que se atravessaram à frente do carro.
Este marcou especialmente. Pela rudeza do rosto, corpo vergado. Quando o vimos de perto pareceu-nos estar na casa dos 30. Tenho pena de não ter tido lucidez e descontração suficientes para sair do carro e cumprimentá-lo. Dizer-lhe o quanto admiro o seu esforço e o seu trabalho. Dizer-lhe que tenho muita pena que no nosso país não se olhe com mais respeito para as pessoas que vivem do trabalho rural. Pena que tenhamos o terrível preconceito contra tudo o que saia dos padrões modernos de bem estar. Ter um bom carro, boa casa, roupa bonita, conta no Facebook, trabalhar num escritório para não sujar as mãos.
Às vezes parece-me que somos um povo tacanho e desencantado.

2 comentários:

mina disse...

sim, somos um povo que tem a mania das grandezas e aparências, mas ainda bem que existe muita gente a pensar diferente :) parabens pelo blog

marlene rodrigues disse...

engraçado este post!
Como concordo com tudo o que disse.
Eu vivo neste momento muito perto da Serra da Estrela e sei que cada vez são menos as pessoas que se dedicam a esta actividade. o que é de lamentar...
obrigada por partilhar!