segunda-feira, 14 de março de 2011

Do fim de semana


Foi dos pontos altos deste fim de semana. Eram 8 mãos pequeninas a segurar agulhas de crochet e linha para se iniciarem na arte. Só uma das "alunas", a mais velha, se empenhou realmente e os resultados foram promissores. Os outros 3, entre gritinhos de alegria e muitas gargalhadas reclamavam que a professora estava a ser muito parcial e a dispensar demasiada atenção à mesma pessoa.
Se tinha vontade de iniciar umas aulas informais de crochet no atelier fiquei sem ânimo. Estes 4 alunos eram os meus 2 filhos mais velhos e 2 priminhas e foram desavergonhadamente usados como cobaias. Julgo que não se importaram e que gostaram muito até. É complicado ensinar a trabalhar com a agulha, explicar que a linha deve estar firmemente presa entre os dedos mas ligeiramente solta para o ponto sair fluído e bonito. Explicar o que é levar uma laçada, fazer uma corrente, fazer 12 paus (ou raios de sol, ou pétalas de flor. O que é que fica mais apelativo?) numa mesma argola.
É difícil. Mas muito, muito divertido.

2 comentários:

Sara disse...

A minha filhota também quer fazer crochê, mas ainda tem só 3 anos...
Há uns tempos encontrei um tutorial de crochê de dedo que já era capaz de dar para eles...
Fiquei a pensar quando é que eu terei aprendido, talvez lá pelos 8, 9 anos, com a minha mãe claro, já que sempre me lembro de a ver crochetar quando era pequena, mas agora interessou-se por outras artes...
Boa semana
sara

lapizdecor disse...

Que ternura, não é?
Só tenho rapazes, e não estão muito virados para as agulhas :)
Bjs Rosário