terça-feira, 5 de julho de 2011

Tesouros









Uma vizinha minha, avó bondosa e com mãos de fada, já há muito me tinha falado de uma senhora aqui da vila (viúva, com idade para ser minha avó) que fazia umas mantas muito bonitas em patchwork e crochet. Como conhece o meu trabalho e sabe que eu gosto destas coisas, tratou de marcar um encontro entre as três. A conversa foi deliciosa e fluída. As mantas são a continuação de um trabalho aprendido com a mãe, há muitos anos atrás. Quando perdeu um filho e quase enlouquecia de dor alguém a aconselhou a recomeçar os trabalhos de costura, para não deixar a mente embrenhar-se por caminhos sombrios.
Chego sempre à conclusão que  o crochet, a costura e os bordados seriam boas formas de resolver muitas das angústias que se vivem nos nossos dias, mas sei que são cada vez menos as pessoas que o fazem. Além de propiciar tranquilidade, capacidade de meditação, alegria e realização por ver um trabalho bonito a crescer nas nossas mãos, creio que nos permitiria crescer de uma forma mais interessante, activa e atenta enquanto seres humanos.
Uma das preocupações da autora das mantas é que não dêem valor ao seu trabalho daqui a uns anos. Tentei confortá-la e dizer-lhe que obviamente que sim, que tem valor e que cada vez mais as pessoas vão tomar consciência que ter algo único, feito com carinho e esmero em contraponto às peças feitas em série no outro lado do mundo e vendidas ao desbarato nas lojas dos chineses (não tenho nada contra o povo, mas angustia-me que estas lojas brotem como cogumelos em todo o país) e nas grandes superfícies comerciais, é como ter um tesouro em casa. Mas nem eu estou confiante nas minhas palavras.

3 comentários:

Borboleta Serrana disse...

Veio-me a lágrima aos olhos só de pensar o tamanho do sofrimento (que não consigo sequer imaginar) da dona das mãos mágicas que pacientemente e com muita criatividade fizeram tão belos e VERDADEIROS tesouros.

mina disse...

são realmente verdadeiros tesouros!! lindas de morrer,e eu também acredito que cada vez irão existir mais pessoas a dar valor a estes trabalhos que são feitos com amor

Elisabete disse...

Que trabalhos magnificos! Gosto e aprecio bastante estes trabalhos, tenho visto muitos, mas estas mantas...são de facto, únicas! e LINDAS!!!